www.flickr.com

terça-feira, 29 de outubro de 2013

XXIII CONFAEB

Confirmada a presença da Biblioteca Abdias Nascimento na XXIII Conferência de Arte Educadores do Brasil, que acontecerá entre os dias 3 e 6 de novembro em Porto de Galinhas, Pernambuco.

Os arte-educadors/coordenadores da Biblioteca Abdias Nascimento Eduardo Odùdúwa e Isis Sacramento estarão presentes neste evento que discutirá os rumos da "Arte Educação no Pós Mundo".

Haverá ainda um stand onde serão expostos produtos artísticos das atividades e dos parceiros da B.A.N.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Dia das Crianças Negras

No mês das crianças, o Ponto do Leitura Biblioteca Abdias Nascimento realiza mais uma edição do "Dia das Crianças Negras", através do Projeto Omodé Griô, desta vez realizando atividades em sua sede e em diversas instituições.

Confira nossa programação:

Dia 09/10 (quarta-feira) - Lançamento da Ação Àgbá Griô:
Contação de histórias para o grupo da terceira idade "Conviver Vó Maria", na Creche Grão de Mostarda, Periperi;

Dia 10/10 (quinta-feira) - Contação de Histórias e Oficina de Jogos Africanos com as crianças e adolescentes do CRAS Barroquinha;

Dia 12/10 - Mostra de Cinema Negro com Exibição do filme "Capitães da Areia", de Cecília Amado, na sede da biblioteca a partir das 9:00h;

Dia 24/10 - Exposição de Livros Infantís e Contação de Histórias para as crianças das creches "João Paulo II" e " Raio de Luz", da comunidade de Mata Escura, na Semana de Convivência da ONG ACOPAMEC (Mata Escura).

PARTICIPE!!!

Estas atividades integram as ações do Programa Ponto de Leitura.

INFORMAÇÕES:
(71)8655-1874
iya_ccan@yahoo.com.br

domingo, 6 de outubro de 2013

Nosso Ancestral, Mestre Didi

Morreu aos 95 anos em Salvador o artista plástico e escritor baiano, representante da cultura afro, Deoscóredes Maximiliano dos Santos, conhecido como "Mestre Didi". O corpo do artista nascido em 2 de dezembro de 1917 foi sepultado na tarde deste domingo (6), no Cemitério Jardim da Saudade, na capital baiana. Um amigo da família informou que a morte foi provocada por um câncer de próstata.
Mestre Didi criou esculturas focadas na representação de deuses e orixás do Candomblé e, com sua obra sacra singular, ganhou expressão internacional. Ele é considerado um dos principais artistas brasileiros e se utilizava da estética e de elementos da cultura afro-brasileira. Mestre Didi é filho de sangue de Mãe Senhora, umas das ialorixás mais importantes da história da Bahia. O artista é também um alapini, mais alto sacerdote do culto aos ancestrais. Sua trajetória e obra são consideradas recriações da herança africana no Brasil.
Durante o sepultamento, membros de terreiros de Candomblé de Salvador e região metropolitana prestaram homenagens. Muitos dos amigos presentes são do Terreiro Ilê Axipá, fundado em 1980 pelo próprio Mestre Didi.