www.flickr.com

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Feliz Kwanzaa!

O Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento deseja a todos os seus Amigos e Colaboradores um Feliz Kwanzaa.

Harambee!!!


Kwanzaa, final de ano à moda pan-africana


O nome "Kwanzaa" deriva da expressão "matunda ya kwanza", que significa "primeiros frutos" em swahili, a língua mais falada entre as centenas de línguas que existem na África. A festa dos "primeiros frutos" é típica dos povos ancestrais, a origem do Natal cristão seria uma celebração desse tipo, a festa da vitória da vida contra a morte, da luz contra as trevas, da colheita farta que garantia a continuidade contra a ameaça da fome e do extermínio.
A idéia de criar um feriado "pan-africano" é atribuída a um professor de estudos africanos da Universidade da Califórnia, Maulana Karenga, ele apresentou o Kwanzaa em 1966, uma época em que os afro-americanos lutavam por direitos iguais, como meio de ajudá-los a se conectarem com os valores e tradições africanas, quis também que servisse como um elo para unificar os afro-americanos como comunidade e como povo. Ele escolheu as datas de 26 de dezembro a 1º de janeiro para coincidir com os feriados judeu e cristão, que já são uma época de celebração. Kwanzaa foi celebrado pela primeira vez de 26 de dezembro de 1966 a 1 de janeiro de 1967.
O Kwanzaa está centrado nos sete princípios, Nguzo Saba, que representa os valores da família, da comunidade e da cultura para os africanos e para os descendentes de africanos. São eles: Umoja (unidade), Kujichagulia (autodeterminação), Ujima (trabalho coletivo e responsabilidade), Ujamaa (cooperação econômica), Nia (propósito), Kuumba (criatividade) e Imani (fé) convidam à união das famílias, à reverência ao criador e à celebração das bençãos da vida.
Comemore conosco, com sua família e amigos.

HARAMBEE!!!

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Morre Nelson Mandela ícone na luta pelo direito à liberdade do Povo Negro

Mandela by Biblioteca Abdias Nascimento
Mandela, a photo by Biblioteca Abdias Nascimento on Flickr.


Nelson Mandela
Nelson Rolihlahla Mandela foi um advogado, líder rebelde e presidente da África do Sul de 1994 a 1999, considerado como o mais importante líder da África Negra, ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1993, e Pai da Pátria da moderna nação sul-africana. Wikipédia
Obra: VENCER E POSSIVEL: DEMOCRACIA SEM EXCLUSAO, GLOBALIZAÇAO COM SOBERANI
Filhos: Makaziwe Mandela, Zenani Mandela, Makgatho Mandela, Mais
Prêmios: Nobel da Paz, Bharat Ratna, Pessoa do Ano, Mais
Cônjuge: Graça Machel (desde 1998)

O ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela morreu na quinta-feira de 5 de dezembro, aos 95 anos, em sua casa em Johanesburgo. "A nação perdeu seu maior filho", disse em pronunciamento o presidente do país, Jacob Zuma.
Ícone antiapartheid da África do Sul: Morre aos 95 anos Nelson Mandela

Em luto: África do Sul e mundo prestam homenagem a Mandela

Veja, a seguir, a repercussão da morte do admirado líder sul-africano que se tornou símbolo da resistência negra e da luta contra o apartheid (regime de segregação racial).

Jacob Zuma

"Nosso povo perdeu um pai. Apesar de sabermos que o dia dele chegaria, nada pode diminuir nossa sensação de perda profunda e duradoura."

"Sua incansável luta pela liberdade lhe rendeu o respeito do mundo. Sua humildade, paixão e humanidade lhe renderam seu amor. Nossa nação perdeu seu maior filho."

Barack Obama, president dos Estados Unidos

É “um exemplo para toda a humanidade (...) Não consigo imaginar minha vida sem o exemplo de Nelson Mandela.”

David Cameron, premiê britânico

“Uma grande chama se apagou nesse mundo. Nelson Mandela foi um herói do nosso tempo”.

Frederik Willem de Klerk, último presidente branco da África do Sul e ganhador, com Mandela, do Nobel da Paz

"A África do Sul perdeu um de seus pais fundadores e um de seus maiores filhos. A coragem de Nelson Mandela, seu charme, seu comprometimento com a reconciliação e com a Constituição foram uma inspiração não apenas para os sul-africanos, mas para todo o mundo."
"Eu acredito que seu exemplo permanecerá vivo e continuará a inspirar todos os sul-africanos a adquirir sua visão de contrária ao racismo, de justiça, de dignidade humana e igualdade para todos."

Arcebispo emérito da África do Sul Desmond Tutu:

"Ele foi um unificador desde o momento que saiu da prisão. Estamos aliviados que o sofrimento dele acabou. Mas nosso alívio é afogado por nosso sofrimento. Que ele descanse em paz e suba na glória."

Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU:

"Ele foi um grande homem. Um gigante para a justiça e fonte de inspiração para a humanidade".

Dilma Rousseff, presidente do Brasil:

"O governo e o povo brasileiros receberam consternados a notícia da morte de Nelson Mandela. Personalidade maior do século 20, Mandela conduziu com paixão e inteligência um dos mais importantes processos de emancipação do ser humano da história contemporânea – o fim do apartheid na África do Sul."

Joaquim Barbosa, presidente do STF:

"A morte de Nelson Mandela torna o mundo mais pobre de referências de coragem, dignidade e obstinação na defesa das causas justas. Sua vida altiva traduziu o sentido maior da existência humana. Seu nome permanecerá como sinônimo de esperança para todas as vítimas de injustiça em qualquer parte do mundo."

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente do Brasil:

“O grande legado do Mandela foi fazer com que o povo negro da África do Sul descobrisse uma coisa que parece simples, mas não é. Se a maioria do povo era negra, não tinha o menor sentido a minoria branca continuar governando aquele país. Mandela foi uma coisa boa que de vez em quando Deus projeta nas nossas vidas. O mundo perdeu uma das figuras mais extraordinárias que conheci.”

Bill Clinton, ex-presidente dos EUA:

"Jamais esquecerei meu amigo Mandiba."

François Hollande, presidente francês:

Mandela era “um resistente excepcional” e “um combatente magnífico”. O líder foi “a encarnação da nação sul-africana, o cimento da sua unidade e o orgulho de toda a África.”

Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia:

“Mandela mudou o curso da história para a sua população, para o seu país, para o seu continente, para o mundo. Os meus pensamentos estão com a sua família e com a população da África do Sul.”

fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2013-12-05/veja-repercussao-da-morte-de-nelson-mandela.html

terça-feira, 29 de outubro de 2013

XXIII CONFAEB

Confirmada a presença da Biblioteca Abdias Nascimento na XXIII Conferência de Arte Educadores do Brasil, que acontecerá entre os dias 3 e 6 de novembro em Porto de Galinhas, Pernambuco.

Os arte-educadors/coordenadores da Biblioteca Abdias Nascimento Eduardo Odùdúwa e Isis Sacramento estarão presentes neste evento que discutirá os rumos da "Arte Educação no Pós Mundo".

Haverá ainda um stand onde serão expostos produtos artísticos das atividades e dos parceiros da B.A.N.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Dia das Crianças Negras

No mês das crianças, o Ponto do Leitura Biblioteca Abdias Nascimento realiza mais uma edição do "Dia das Crianças Negras", através do Projeto Omodé Griô, desta vez realizando atividades em sua sede e em diversas instituições.

Confira nossa programação:

Dia 09/10 (quarta-feira) - Lançamento da Ação Àgbá Griô:
Contação de histórias para o grupo da terceira idade "Conviver Vó Maria", na Creche Grão de Mostarda, Periperi;

Dia 10/10 (quinta-feira) - Contação de Histórias e Oficina de Jogos Africanos com as crianças e adolescentes do CRAS Barroquinha;

Dia 12/10 - Mostra de Cinema Negro com Exibição do filme "Capitães da Areia", de Cecília Amado, na sede da biblioteca a partir das 9:00h;

Dia 24/10 - Exposição de Livros Infantís e Contação de Histórias para as crianças das creches "João Paulo II" e " Raio de Luz", da comunidade de Mata Escura, na Semana de Convivência da ONG ACOPAMEC (Mata Escura).

PARTICIPE!!!

Estas atividades integram as ações do Programa Ponto de Leitura.

INFORMAÇÕES:
(71)8655-1874
iya_ccan@yahoo.com.br

domingo, 6 de outubro de 2013

Nosso Ancestral, Mestre Didi

Morreu aos 95 anos em Salvador o artista plástico e escritor baiano, representante da cultura afro, Deoscóredes Maximiliano dos Santos, conhecido como "Mestre Didi". O corpo do artista nascido em 2 de dezembro de 1917 foi sepultado na tarde deste domingo (6), no Cemitério Jardim da Saudade, na capital baiana. Um amigo da família informou que a morte foi provocada por um câncer de próstata.
Mestre Didi criou esculturas focadas na representação de deuses e orixás do Candomblé e, com sua obra sacra singular, ganhou expressão internacional. Ele é considerado um dos principais artistas brasileiros e se utilizava da estética e de elementos da cultura afro-brasileira. Mestre Didi é filho de sangue de Mãe Senhora, umas das ialorixás mais importantes da história da Bahia. O artista é também um alapini, mais alto sacerdote do culto aos ancestrais. Sua trajetória e obra são consideradas recriações da herança africana no Brasil.
Durante o sepultamento, membros de terreiros de Candomblé de Salvador e região metropolitana prestaram homenagens. Muitos dos amigos presentes são do Terreiro Ilê Axipá, fundado em 1980 pelo próprio Mestre Didi.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Parabéns à tod@s nós, nosso blog alcançou 7.000 visualizações

7 é número de Axé e graças a você nosso blog alcançou 7.000 visualizações e abrangência em 10 países (Brasil, Estados Unidos, Rússia, Alemanha, Polônia, Reino Unido, Marrocos, Filipinas, Belarus, Sérvia).

MO DÙPÉ O!

Obrigado pela confiança e que Olòórun nos dê cada dia mais muito Asé para que, juntos, possamos disseminar a riqueza da nossa Cultura Afro-brasileira e Africana.

ASÉ O!

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

JAM da B.A.N. 09/2013

Em seu terceiro mês consecutivo, o evento comemorativo aos cinco anos de atuação do Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento, que reuniu 20 músicos no mês passado, festeja a chegada da primavera. Com a presença de músicos locais e convidados.
Participem!!!

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Mãe Estella de Oxossi, Ialorixá, é a primeira sacerdotisa afro-brasileira a compor uma academia de letras no Brasil. Ela vai ocupar a cadeira que já foi de Castro Alves


Mãe Stella, 88 anos, cabeça e corpo dedicados a Oxóssi, é uma das maiores felizes respostas que o Brasil poderia dar à patológica e contraditória volta do fundamentalismo religioso num País laico. Ialorixá de um dos principais terreiros baianos e brasileiro, o Opó Afonjá, criado em 1910 por Mãe Aninha, Mãe Stella foi nomeada, na última quinta-feira, a nova integrante da Academia de Letras da Bahia (ALB).

Ocupando a cadeira 33, cujo patrono é Castro Alves, a mãe de santo também se tornou um marco na nossa história. Enquanto alguns discursos preconceituosos se opõem ao povo e à cultura negra no País – como os do deputado federal e presidente da Comissão de Direitos Humanos de Minorias da Câmara, Marco Feliciano, que disse que “ser negro é uma questão de azar” –, a senhora de cabelos brancos se torna o exemplo de respeito e valorização que se devem existir. Ela foi eleita para a ALB com 25 votos.

“Essa escolha não é só importante para a gente que é de terreiro”, diz a iabassê (cozinheira de terreiro) pernambucana Carmem Virgínia, do terreiro Ogbom Obá. “É importante para que as pessoas saibam que o povo de terreiro também correu atrás (do reconhecimento), está dentro das faculdades, que assumem grandes cargos desse País. Não somos coitadinhos. Os terreiros cresceram. Isso abre um grande leque. Ela marca a história do povo negro”, exulta.

fonte:
http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cultura/literatura/noticia/2013/05/01/nossa-crenca-nao-impoe-nada-diz-mae-stella-nova-imortal-da-academia-de-letras-da-bahia-81500.php

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Palmares 25 Anos

A Fundação Cultural Palmares preparou uma programação especial para celebrar os 25 anos dedicados à arte e a cultura negra. Este ano, os eventos em comemoração ao jubileu de prata da Fundação acontecerão em 10 estados brasileiros: Brasília/DF, Salvador/BA, São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ, São Luis/MA, Recife/PE, Porto Alegre/RS, Vitória/ES, Cuiabá/MT, Maceió/AL. As ações têm início no próximo dia 14 de agosto e seguem até 23 de outubro. É o Palmares 25 Anos levando a FCP para ainda mais perto dos brasileiros e brasileiras.

Com um viés político, o calendário com 25 atividades está recheado de debates e seminários sobre arte e cultura afro-brasileira, além disso, também estão programadas mostra de cinema negro, plantio de árvores sagradas e apresentações artístico-culturais diversas. Confira a programação completa.

Palmares para mais 25 - Entre os principais temas em discussão estão cultura negra e políticas públicas; memória e identidade da cultura afro-brasileira; o corpo negro no audiovisual; artes cênicas e artes plásticas; o universo literário negro; a questão quilombola na perspectiva do Direito; mídia e relações raciais; religiosidade e cultura afro-brasileira, entre outros assuntos.

De acordo com Hilton Cobra, presidente da Fundação Palmares, o intuito do Palmares 25 Anos é reunir reflexões, já em discussão por agentes culturais e a sociedade civil negra, que dêem base para a criação do projeto para uma Palmares pós 25 anos. “Queremos contribuir para criar uma FCP do futuro, que dialogue com todos os setores da sociedade brasileira que pense cultura e, principalmente, cultura negra”, disse.

O presidente Cobra espera que a partir dessa programação seja possível pensar como a Fundação pode chegar nos demais territórios brasileiros. Para isso, ele destaca o fortalecimento das Representações Regionais já estabelecidas. “Existem povos e comunidades tradicionais de matrizes africanas em todo o país. Arte e cultura negra é o Brasil (sic.).”

25 anos de história com a cultura negra – Em resposta às demandas do Movimento Negro, no dia 22 de agosto de 1988, o então presidente da república José Sarney fundou a primeira instituição pública federal voltada para promoção e preservação da arte e da cultura afro-brasileira: a Fundação Cultural Palmares. Neste ano de 2013, a FCP comemora 25 anos de trabalho por uma política cultural igualitária e inclusiva, que busca contribuir para a valorização das manifestações culturais e artísticas negras brasileiras como patrimônios nacionais.

Para mais informações sobre os eventos, entre em contato com a FCP pelo e-mail: 25anospalmares@palmares.gov.br.

fonte: http://www.palmares.gov.br/2013/08/palmares-25-anos-fcp-lanca-programacao-de-aniversario/

Empréstimo de Livros

A coordenação do Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento, no uso de suas atribuições, decide: Disponibilizar para empréstimo o seu acervo, de acordo com as normas da biblioteca, para associados, parceiros/colaboradores, usuários assíduos e alunos/ex-alunos do Curso de Língua e Cultura Yorubá.

Os interessados deverão entrar em contato, realizar cadastro apresentando cópia de RG, CPF e Comprovante de Residência e retirar os livros pessoalmente na sede do ponto de leitura.
O prazo de empréstimo é de 7 (sete) dias podendo ser renovado caso não haja reserva para aquele exemplar.

Informações: iya_ccan@yahoo.com.br
(71) 8708-9110

domingo, 4 de agosto de 2013

COMUNICADO IMPORTANTE

Informamos que em virtude de problemas na estrutura física do espaço que abrigava a nossa sede, nossas atividades estão sendo transferidas por tempo indeterminado para o seguinte endereço:

rua Engenheiro Agenor de Freitas, Periperí, n* 53, térreo.
(final da rua da Seresta do Gají, última casa no lado direito, esquina com o campo de futebol)

Obs.: as correspondências também deverão ser encaminhadas para este endereço. CEP 40.720-278

À Coordenação
Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento
Tel.: (71) 8708-9110
E-mail: iya_ccan@yahoo.com.br

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Ponto de Leitura realiza Excursão Cultural à Festa da Boa Morte

O Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento realiza a Excursão Cultural com destino à Festa da Boa Morte - Cahoeira/Ba, no dia 15 de agosto, quinta-feira (dia de Nossa Senhora da Glória e ápce da festa). A saída será às 7:00h da Praça da Revolução - Periperi e retorno às 20:00h saindo de Cachoeira.
Durante o percurso, no ônibus, haverá samba de roda ao vivo tocado por músicos locais.

Os interessados deverão entrar em contato pelo e-mai:l iya_ccan@yahoo.com.br e confirmar a vaga mediante pagamento da taxa no valor de R$40,00 até o dia 12/08, de acordo com as orientações transmitidas pelo e-mail.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Inscrições do Prêmio Abdias Nascimento são prorrogadas



Inscrições do Prêmio Abdias Nascimento são prorrogadas

Prêmio que apoia questões raciais no Brasil recebe o apoio do Fundo Baobá

Redação Correio Nagô* – As inscrições para o 3º Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento, que devem ser efetuadas via Internet, foram prorrogadas até o dia 11 de agosto. A iniciativa tem como propósito estimular a cobertura jornalística qualificada sobre temas relacionados à população negra e incentivar medidas de combate às desigualdades socioeconômicas em função da raça no Brasil. Serão distribuídos R$ 35 mil em prêmios.

O Prêmio homenageia o ex-senador, ativista histórico dos direitos humanos e jornalista Abdias Nascimento, ícone da luta contra o racismo no Brasil, falecido em 2011, e conta com o apoio e patrocínio do Fundo Baobá para Equidade Racial, entidade voltada à promoção da equidade racial da população negra brasileira e ao apoio a projetos nessa área. “Esta iniciativa é fundamental para estimular a maior diversidade no jornalismo brasileiro e para que a população negra seja retratada pela mídia em toda a sua riqueza e complexidade”, coloca Athayde Motta, diretor executivo do Fundo Baobá.

O Prêmio é direcionado a jornalistas profissionais de todo o país que queiram inscrever matérias e reportagens inéditas, publicadas ou veiculadas na imprensa brasileira entre 01 de agosto de 2012 e 31 de julho de 2013. As abordagens podem estar entre diversos temas relacionados aos negros: racismo no esporte, saúde; juventude, desigualdades, direitos humanos, políticas públicas, mercado de trabalho, movimentos sociais, discriminação racial, entre outros.

Ao todo, são sete categorias: mídia impressa, televisão, rádio, internet, mídia alternativa/comunitária, fotografia e categoria Especial de Gênero Jornalista Antonieta de Barros. O interessado pode inscrever até três trabalhos por categoria. E um único trabalho pode ser inscrito em mais de uma categoria – na Categoria Especial de Gênero e em alguma outra das seis categorias disponíveis no regulamento do Prêmio.

Lançado em 2011, o Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento é uma iniciativa da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-Rio) e do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ), e conta com o apoio das demais Cojiras (Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial) que atuam nos sindicatos dos jornalistas de três estados brasileiros (SP, AL e PB) e no Distrito Federal, da Cojira-MT, além do Núcleo de Comunicadores Afro-Brasileiros.

A cerimônia de entrega do 3º Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento será realizada no mês de novembro, no Rio de Janeiro (capital).
*Com informações da assessoria do Fundo Baobá

Fonte: Correio Nagô

sexta-feira, 7 de junho de 2013



 
31de Maio e 01 de Junho - MURO DA FAMA
9h às 17h - Oficina de Grafite |Coletivo NovaDesordem |Grátis

02 de Junho - ECOCULT – Trilhas, Piqueniques, Redes e Cultura
9h às 15h - Trilha Ecológica de São Bartolomeu a Pirajá |Fórum de Arte e Cultura

03 de Junho - HORA DO CONTO
9h às 12h - Oficina de Contação de Histórias com Cia de Teatro Griô|Grátis
14h às 16h - Oficina de Leitura e Produção de texto |Facilitadora: Lívia Regina|Grátis

04 de Junho CIRCUITO POPULAR DE CINEMA E VÍDEO
10h, 15h e 19h - Mostra Futebol Arte| Curtas: Do Goleiro ao Ponta Esquerda; Pênalti;Radio Gogó; Samba, Chuteira e Cabeçada |Grátis

05 de Junho - ECOCULT –Preservando o Futuro
8h às 18h - Plantio de Girassóis |Canteiros Coletivos |Grátis | Praça São Brás 8h30 às 10h30 - Oficina sobre o Meio Ambiente com Plantio de Grãos |Facilitadora: Lívia Regina|Grátis

8h30 às 10h30 - Oficina de Vídeo com Celular |Agência de Comunicação do Subúrbio |Grátis

14h às 16h – Oficina de Confecção de Instrumentos Musicais com material reciclável | Facilitador: Eduardo Odû Odûdúwa (Biblioteca Abdias do Nascimento)| Grátis

15h - TEATRO INFANTIL | Espetáculo Depois do Navio Negreiro (Direção: Lázaro Machado) | Grupo Maria Dolores | R$ 2/1

06 de Junho - HORA DO CONTO
9h às 16h - Biblioteca Itinerante da Fundação Pedro Calmon |Grátis |Praça São Brás

9h às 16h - Recital ao ar livre com Fernanda Beltrão |Grátis |Praça São Brás

18h - Exposição Pangea e Lançamento do projeto PLATAFORMA DE PRODUÇÃO | Grátis

20h - MÚSICA | Sarau da Tribo |Tribo Bossambá |R$ 2/1

07 de Junho
9h - CAMINHADA CULTURAL |Grátis | Saída do Luso em direção à Praça São Brás

13h - Abertura da Exposição Parque São Bartolomeu, Patrimônio Material e Imaterial de Salvador | Grátis

20h - DANÇA | Espetáculo Pivete e Pangea | Trampolim Cia Jovem de Dança e Plataforma Convidança | Grátis

08 de Junho - COISAS DE RUA
15h - Plataforma Animada! – Pula Pula, Piscina de Bola, animadores e guloseimas |Grátis | Praça São Brás
16h - Roda de Capoeira |Grupo Raizes da Origem e Bahia Ginga |Grátis |Praça São Brás

18h - MÚSICA |Show Plataforma é nossa! - bandas Sela Véia, Tallowah, Cativeiro e Samba e Simplicidade |Grátis | Praça São Brás

09 de Junho
9h às 15h - ECOCULT – Trilhas, Piqueniques, Redes e Cultura | Trilha Ecológica da Estação de Trem da Calçada à Ilha de Maré| Fórum de Arte e Cultura do Subúrbio

17h - MÚSICA | Espetáculo Uma Corda, Vários Sons |OBA DX - Orquestra de Berimbaus Afinados Dainho Xequerê |R$ 2/1

10 de Junho
4h às 18h – TECENDO A REDE DE CULTURA |Projeto Tecendo a Rede de Cultura: Seminário sobre Gestão Compartilhada do Território | Movimento de Cultura Popular do Subúrbio | Grátis

14h às 18h - POR DENTRO DA CASA |Oficina de DJ |Facilitador: DJ Jarrão |Grátis

19h – PIQUENIQUE DE ARGUMENTOS |Mesa redonda sobre Políticas Públicas de Cultura para o Subúrbio Ferroviário de Salvador |Fernando Guerreiro (Fundação Gregório de Matos), Taiane Fernandes (Superintendência de Desenvolvimento Territorial da SECULT/BA), Prof. Carlos Bonfim (IHAC/UFBA) e Prof. José Eduardo Ferreira (Fórum de Arte e Cultura do Subúrbio) |Grátis

11 de Junho
8h às 12h - OFICINA DE MEDIAÇAO CULTURAL | FIAC | Grátis.
10h, 15h e 19h - CIRCUITO POPULAR DE CINEMA E VÍDEO |Mostra Futebol Arte| Filme: A Máscara da Traição | Grátis
14h às 18h - POR DENTRO DA CASA | Oficina de DJ |Facilitador: DJ Jarrão |Grátis

12 de Junho
8h às 12h - OFICINA DE MEDIAÇAO CULTURAL | FIAC | Grátis.

14h às 18h - ARTES DIVERSAS | Plataforma de Talentos |Convidados: Beth Rangel, Giuliana Kauark e Marvan Carlos |Grátis

13 de Junho
8h às 12h - OFICINA DE MEDIAÇAO CULTURAL | FIAC | Grátis.

20h - MÚSICA | Espetáculo Concerto Temático de Cancioneiros Populares Cantando Brasil|Arena Cia de Artes| R$ 2/1

14 de Junho
8h às 12h - OFICINA DE MEDIAÇAO CULTURAL | FIAC | Grátis.

15h - Leitura Dramática Infantil: O pequeno Grão Sonhador | Cia de Teatro Metamorfose e Rede Encena de Teatro Comunitário |Grátis

20h - DANÇA | Espetáculo Orum Ayê| Cia de Dança Herdeiros de Angola | R$ 4/2

15 de Junho - LÁ NO FUNDO DO QUINTAL
15h - MÚSICA | Show da Banda Xará Sound System | Grátis

16h - Exibição do Jogo Brasil x Japão

18h - MÚSICA | Shows da Banda Tallowah e DJ Jarrão | Grátis

16 de Junho - PLATAFORMA DE FUTEBOL e LÁ NO FUNDO DO QUINTAL
7h - Baba de Artistas |Clube Recreativo Plataformense |Grátis

10h - MÚSICA | Show do Grupo Benza Eu |R$ 4/2

17 de Junho - ECOCULT – Trilhas, Piqueniques, Redes e Cultura
9h às 15h – Trilha Cultural de Plataforma a Península de Itapagipe |Fórum de Arte e Cultura |Grátis

18 de Junho - CIRCUITO POPULAR DE CINEMA E VÍDE0
10h, 15h e 19h - Mostra Futebol Arte |Curtas: Loucos de Futebol; Comprometendo a atuação; Izune; Gol a Gol |Grátis

19 de Junho - LÁ NO FUNDO DO QUINTAL
15h - MÚSICA | Show da Banda Xará Sound System |Grátis

16h - Exibição do Jogo Brasil x México

18h - MÚSICA | Show da Banda Samba e Simplicidade | Grátis

20 de Junho
15h - MÚSICA | Quinteto de Câmara | Neojibá |Grátis

20h - DANÇA | Espetáculo A Lenda de Ossain | Grupo Afoxé Filhos de Ogun de Ronda |Grátis

21 de Junho - PROJETO CORÊTO – Thaís Nader em Movimento
15h - Brincadeiras, exibição de vídeos, circo, teatro |Grátis | Praça São Brás

18h - DANÇA | Espetáculo Primavera em Flor | Grupo Fênix |Grátis | Praça São Brás

19h - DANÇA | Espetáculo As Folhas que Curam |Grupo 100% Afro-Indígena |Grátis | Praça São Brás

20h - MÚSICA |Show Amor em Movimento | Thaís Nader |Grátis | Praça São Brás

22 de Junho - LÁ NO FUNDO DO QUINTAL
15h - MÚSICA | Show da Banda Xará Sound System | Grátis

16h - Exibição do Jogo Brasil x Itália

18h - MÚSICA | Show da Banda Samba Sem Comparação| Grátis

27 de Junho
15h - Na Tela do Subúrbio | Curtas: Direçõese O Ambiente é Nosso + Mostra da Oficina de Vídeo com Celular | Agência de Comunicação do Subúrbio | Grátis

14h às 18h - Oficina de Música para Teatro |Facilitador: Jarbas Bittencourt |Grátis

19h - Na Tela do Subúrbio | filme: Só Vou Experimentar | Dir. Juniorlândia | Grátis


28 de Junho
14h às 18h – Oficina de Música para Teatro | Facilitador: Jarbas Bittencourt | Grátis

20h - DANÇA | Espetáculo Ou Isso| Balé Teatro Castro Alves |Grátis

29 de Junho
14h às 18h - Oficina de Música para Teatro |Facilitador: Jarbas Bittencourt |Grátis

15h - TEATRO | Espetáculo O Cordel de Santo Antônio |Grupo de Teatro Herdeiros de Angola |Grátis

20h - DANÇA | Espetáculo Sechaba | Grupo A Rua é Nois | R$ 2/1

30 de Junho - LÁ NO FUNDO DO QUINTAL
15h - MÚSICA | Shows das bandas Xará Sound System e Tallowah | Grátis

19h - Exibição da Final da Copa das Confederações
 
fonte:
http://www.centroculturalplataforma.com/2013/05/programacao-geral-caldeirao-2013.html

terça-feira, 28 de maio de 2013

RESULTADO DA SELEÇÃO PARA O CURSO GRATUÍTO DE LÍNGUA E CULTURA YORUBÁ

Segue abaixo a lista com os nomes dos selecionados para o Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá.

Devido ao grande número de inscrições serão formadas duas turmas, com aulas aos sábados das 9:00h às 10:15h (TURMA 1) e das 10:45h às 12:00h (TURMA 2).

Os selecionados deverão comparecer ao Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento, onde acontecerão as aulas, no dia 08 de junho de 2013 às 9:00h, para validar a sua inscrição.



TURMA 1:


Flávia Santos Almeida

Larissa Gabriele Marques Goncalves

Iara Santos Villanueva

Matheus de Araújo Almeida

Claudia Santarosa

Luis Vitor Santos da Silva

Rubem Tadeu Braga Damasceno

Elena Sahno

Liliane Eanuela Souza

Elisângela Silva Sousa

Joaci Conceição Batista

Fabiana Freitas Costa

Elaine Lima Gonzaga

Gabriela de Gardênia Oliveira Mendonça

Eliete Lima da Silva Paranhos

Tania Carvalho de Souza

Gislene Santos

Graciele da Silva Santos

Ana Paula Santiago Portugal

Carla Bitencur dos Santos



TURMA 2

Venilson Gonçalves Conceição

Jana Sampaio Lima

Rosana Silva

Vania Nascimento Reis

Eduardo Fernando Ferreira Maskell Filho

Sâmia Gomes de araújo

Marcelo Ricardo dos Santos

Maria Lucia dos Santos

Anailda Mendes Dos Santos

Solange Maria dos Anjos Gesteira

Narciso Dias de Oliveira Junior

Elidaiane Silva Graciliano

Ferreira Matos

Cleonice Burgos

Carlos Alberto de Jesus

Zilda Cardoso de Jesus

Domingas Angelica de Jesus

Anailda Mendes

Jaques Santos de Jesus

terça-feira, 7 de maio de 2013

PLANO MUNICIPAL DO LIVRO, DA LEITURA E DA BIBLIOTECA

O Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento  participa dos encontros para a construção do Plano Municipal do Livro, da Leitura e da Biblioteca - PMLLB, por entender  que não é possível se pensar em políticas para o livro e a leitura sem se  discutir e incluir as produções literárias afro-brasileiras, em uma cidade com mais de 80% da população negra.
 
Os encontros visam a realização de pré-conferências nos diversos bairros da cidade para discutir a implantação efetiva do PMLLB.
No dia 21 de maio, o Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento, em conjunto com a Biblioteca Comunitária Paulo Freire, Lar Fabiano de Cristo, Escola Cid Passos, dentre outras instituições, estará realizando a primeira pré-conferência do Subúrbio Ferroviário e Ilhas, para discutir o eixo 1 "Democratização do Acesso". O encontro terá início às 13:30h, na Escola Municipal Cid Passos, no bairro de Coutos.


 
fotos: Isis Sacramento

RELIGIOSOS DE MATRIZ AFRICANA LOTAM CÂMARA MUNICIPAL

Religiosos de Matriz Africana lotam a Câmara Municipal  de Vereadores de Salvador, no dia de ontem,  06/05/2013, em manifestação contra o Projeto de lei do Vereador Marcel Morais que quer proibir o uso de animais nos rituais das Religiões de Matriz Africana.
 
Tocando atabaques e vestidos à caráter, centenas de pessoas se reuniram para protestar e pedir a retirada do projeto de lei. O vereador Marcel Morais se retirou diante da amplitude dos protestos que mobilizou toda a cidade de Salvador.
 
Os vereadores e figuras renomadas dos movimentos em defesa dos direitos dos Povos de Terreiros manifestaram o seu apoio na luta contra a aprovação do projeto de lei, tomaram a benção às lideranças do candomblé e entoaram cantigas em louvor aos Orixás.
 



domingo, 28 de abril de 2013

Adiamento do Resultado da seleção para o Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá

ATENÇÃO:

Informamos que em virtude do grande número de inscrições para o Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá, a divulgação do resultado em nosso blog estará sendo adiada para o dia 10 de maio.
 
O início das aulas está previsto para a segunda quinzena de maio, com data a ser divulgada posteriormente.
 
Agradecemos a compreensão de todos.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Ajeun Cultural

O Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento realiza mais uma edição do Ajeun Cultural, desta vez  para comemorar a formatura dos alunos do Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá.
 
No evento, além da entrega dos certificados, haverá degustação de comidas e bebidas típicas  Yorubás com muita música e poesia africana.
 
Esta atividade integra as ações do Programa Ponto de Leitura e será realizada neste sábado, 20 de abril de 2013, sendo voltada para os alunos do curso e convidados.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

COMUNICADO CURSO GRATUITO DE LÍNGUA E CULTURA YORUBÁ

COMUNICADO:
 
Visando sanar as diversas duvidas e questionamentos que temos recebido através de e-mail, informamos:
 
O Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá oferecido por nossa instituição, tem como objetivo principal abordar a Língua Yorubá enquanto língua africana em conjunto com seus aspectos culturais.
 
Este curso é voltado para diversos públicos, como povos de terreiro, pesquisadores, músicos, professores que trabalham com o ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e curiosos.
 
Não faz parte do programa e nem é seu foco, realizar ensino, traduções e/ou interpretações de cantigas, rezas e fundamentos do candomblé, embora com o conhecimento adquirido, espera-se que o aluno seja capaz ao final do curso de realizar suas próprias interpretações.
  
O curso será realizado em nossa sede, na bairro de Periperi, Subúrbio Ferroviário de Salvador - Bahia e ministrado por nosso coordenador, Eduardo Pereira Odùdúwa (cursou língua e cultura yorubá através de CEAO/UFBA e Instituto Steve Biko, entre 2002/2004)

terça-feira, 9 de abril de 2013

Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá

O Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento estará com inscrições abertas para o Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá a partir de amanhã, dia 10 de abril de 2013. O curso, que tem duração de 3 meses, tem como foco a gramática, ortografia e conversação, utilizando como recurso canções e ditados populares tradicionais dos povos yorubás/africanos.
As aulas terão início no mês de maio e serão realizadas, aos sábados pela menhã, na sede da biblioteca, no bairro de Periperi, Subúrbio Ferroviário.
Os interessados deverão se inscrever mediante preenchimento de ficha de candidatura à vaga disponível na sede da biblioteca ou neste blog na aba "Inscrição On Line".
Só serão consideradas válidas as inscrições realizadas entre os dias 10 e 25 de abril de 2013.

A seleção será realizada por meio da análise das fichas de inscrição e o resultado será divulgado neste blog a partir do dia 25 de abril.

Este curso faz parte das ações do Programa Ponto de Leitura.

O Que: Inscrições para o Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá
Quando: de 10 a 25 de abril de 2013
Quanto: Gratuito
Onde: Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento - Rua Armando Ulm da Silva/Travessa Bonfim, nº 34, Periperi (ao lado da loja de bike de Jean)
Informações: iya_ccan@yahoo.com.br

Observação: Consideram-se inabilitados os candidatos selecionados anteriormente e que não realizaram o curso sem apresentar justificativa prévia.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Justiça suspende ordem de despejo contra o quilombo Brejo dos Crioulos

quarta-feira by Ascom  fonte: http://www.palmares.gov.br/
A Procuradoria Federal junto a Fundação Cultural Palmares (FCP) e a Procuradoria Federal Regional de Montes Claros (MG) conseguiram, na última semana, decisão favorável do juiz federal da 2ª Vara de Montes Claros, suspendendo a ordem de despejo contra a comunidade quilombola de Brejo dos Crioulos, localizada na Fazenda São Miguel, no Norte de Minas Gerais.
A procuradora chefe da FCP, Ludmila Faria, explica que após ingressar no processo, a Fundação Palmares informou que uma ação de desapropriação da fazenda já havia sido iniciada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). “Após comprovar que a desapropriação já estava em andamento, a reintegração de posse foi indeferida”, disse. “Com essa medida, a titulação do imóvel passará para a comunidade quilombola”, esclarece.
A ação que garantiu o direito constitucional da comunidade se tornou possível quando, em dezembro de 2012, o Incra de Minas Gerais garantiu cerca de R$12,8 milhões para desapropriar seis fazendas localizadas entre os municípios de São João da Ponte, Varzelândia e Verdelândia, que atualmente formam a área remanescente de quilombo.
Ludmila acredita que não haverá uma nova ordem de despejo. “Esta é uma ação de interesse social e, portanto, é objetivo do Estado que esse território seja entregue aos quilombolas de Brejo dos Crioulos”, afirma.
Decreto presidencial – Em setembro de 2011, um decreto assinado pela presidenta Dilma Rousseff declarou a comunidade quilombola de Brejo dos Crioulos como área de interesse social. A medida reconhece a posse da terra aos remanescentes de quilombos da comunidade e permite a garantia do processo de titulação coletiva da terra para as famílias que vivem na região há várias gerações.
Ref. Ação de Atentado nº 114-42.2013.4.01.3807, Subseção Judiciária de Montes Claros/MG

terça-feira, 2 de abril de 2013

Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá

Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá

O Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento estará com inscrições abertas para o Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá a partir do dia 10 de abril de 2013. O curso, que tem duração de 3 meses, tem como foco a gramática, ortografia e conversação, utilizando como recursos canções e ditados populares tradicionais dos povos yorubás/africanos.
As aulas terão início no mês de maio e serão realizadas na sede da biblioteca, no bairro de Periperi.
Os interessados deverão se inscrever mediante preenchimento de ficha de candidatura à vaga disponível na sede da biblioteca ou através de seu blog, no endereço eletrônico: www.abdiasbiblioteca.blogspot.com.br .
A seleção será realizada por meio da análise das fichas de inscrição e o resultado divulgado no blog a partir do dia 25 de abril.
Este curso faz parte das ações do Programa Ponto de Leitura.

O Que: Inscrições para o Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá
Quando: de 10 a 25 de abril de 2013
Quanto: Gratuito
Onde: Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento - Rua Armando Ulm da Silva/Travessa Bonfim, nº 34, Periperi (ao lado da loja de bike de Jean)
Informações: iya_ccan@yahoo.com.br

sexta-feira, 22 de março de 2013

Dia Internacional de Luta Contra a Discriminação Racial


Ator Lázaro Ramos faz protesto contra o deputado Feliciano em evento da SEPPIR

Postado por Instituto Mídia Étnica em 21 março 2013 às 13:30Exibir blog
Redação, Correio Nagô - Hoje, 21 de março, durante a cerimônia de comemoração de 10 anos da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) do Governo Federal, em Brasília, o ator baiano Lázaro Ramos foi um dos homenageados pelo seu trabalho em prol da igualdade racial. Em seu discurso, Ramos agradeceu ao público que, por meio das redes sociais, fez a com que a novela 'Lado a Lado', da Rede Globo, se tornasse ainda mais conhecida e respeitada pelo pioneirismo em abordar a história dos negros no Brasil. O ator e também diretor do programa Espelho do Canal Brasil, ressaltou a importância de mais iniciativas com essa na mídia.
Ainda no discurso, o ator fez um protesto contra a presença do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) na Câmara Federal "Inclusive o que a gente quer ver no Brasil são mais pessoas como os heróis de 'Lado a Lado' e menos pessoas como Marco Feliciano. A gente compartilha dessa idéia (...) Fora Feliciano", disse o ator global que é conhecido pela sua militância nas causas raciais desde a época que atuava do Bando de Teatro Olodum, em Salvador.

Fonte: Correio Nagô

terça-feira, 19 de março de 2013

Introdução aos Estudos Africanos e da Diáspora

Xará - MPB Sound System

O duo Xará se apresenta na sala principal do Centro Cultural Plataforma na próxima quarta-feira, 20 de março. Apropriando-se dos conceitos de " live act" e "sound system" realizam um passeio por um repertório de MPB que flerta com o pop rock e outros gêneros. A partir do formato voz e violão ao qual são acrescentados elementos percussivos tratados eletronicamente, os músicos Harlei Eduardo e Eduardo Pereira convidam o público para uma viagem por diversos lugares e momentos da canção popular, realizando ainda um bate-papo sobre o atual cenário da MPB e os recursos da tecnologia a serviço da música.
O show contará com a participação especial dos cantores Carlos Barros e Ellen Carvalho.

O Que: Show Xará - MPB Sound System
Quando: Dia 20 de março, Quarta-feira, a partir das 20h
Onde: Centro Cultural Plataforma
Quanto: R$ 5,00 e R$ 2,50 ( meia)

sábado, 2 de março de 2013

Pesquisa revela perfil dos escritores e personagens da literatura brasileira contemporânea


Pesquisa revela perfil dos escritores e personagens da literatura brasileira contemporânea

sexta-feira by Ascom Fundação Palmares
Literatura e estatística são campos que raramente se cruzam. Quando o fazem, podem gerar polêmica. É o caso de uma pesquisa coordenada por Regina Dalcastagnè, da Universidade de Brasília (UnB), que pretende traçar um perfil dos escritores e dos personagens da literatura brasileira contemporânea.
Os primeiros resultados foram divulgados em publicações acadêmicas, em 2005, com repercussão na imprensa. O debate foi renovado com o lançamento, em 2012, do livro Literatura Brasileira Contemporânea — Um Território Contestado (Editora Horizonte/Editora UERJ, 208 páginas, R$ 45), que disponibiliza os números da pesquisa. Foram lidos 258 romances, publicados de 1990 a 2004, pelas editoras Companhia das Letras, Record e Rocco. A pesquisa revelou que os autores, na maioria, são brancos (93,9%), homens (72,7%), moram no Rio de Janeiro e em São Paulo (47,3% e 21,2%, respectivamente).
Esse perfil médio do escritor brasileiro não é exatamente uma surpresa. A pesquisa inova ao dar números para o fenômeno, mostrando a dimensão do abismo que separa a diversidade da sociedade brasileira e sua efetiva presença na literatura. É a confirmação de uma hipótese que já se intuía: o campo literário ainda é um território para poucos.
— Achei excessivo o número de autores brancos, comparando com a realidade do país. Claro que sabemos que há uma dificuldade maior para pessoas não brancas participarem de qualquer campo de discurso, mas foi um número que surpreendeu — diz Regina (leia entrevista).
O perfil médio dos escritores se assemelha à representação dos personagens nos romances brasileiros contemporâneos. Eles são, em sua maioria, homens (62,1%) e heterossexuais (81%). As principais ocupações dos personagens masculinos são escritor (8,5%), bandido ou contraventor (7%) e artista (6,3%). As personagens femininas são donas de casa (25,1%), artistas (10,2%) ou não têm ocupação (9,6%). A assimetria prossegue no que diz respeito à cor. Os personagens negros são 7,9% e têm pouca voz: são apenas 5,8% dos protagonistas e 2,7% dos narradores. Os brancos são, em geral, donas de casa (9,8%), artistas (8,5%) ou escritores (6,9%). Os negros são bandidos ou contraventores (20,4%), empregados(as) domésticos(as) (12,2%) ou escravos (9,2%). Enquanto a maioria dos brancos morre, na ficção, por acidente ou doença (60,7%), os negros morrem mais por assassinato (61,1%). A escritora Ana Maria Gonçalves observa:
— Teríamos que confrontar esses números com dados reais para saber o quão próximos ou distantes estão da realidade. Mas também é certo que, por ignorância — e uma de suas muitas consequências é o racismo — e/ou costume, características tidas como negativas são muito mais atribuídas a personagens negros — comportamento copiado da vida real — do que a personagens brancos.
O escritor e crítico Sérgio Rodrigues, do blog Todoprosa, contrapõe:
— O mérito sociológico do levantamento é evidente, mas esse tipo de análise baseada no perfil sociocultural dos autores, típico dos estudos culturais, tem alcance limitado para dar conta do fenômeno literário. A coisa não é tão simples. Guimarães Rosa era branco, urbano e altamente educado, mas ninguém fez uma melhor tradução literária do sertão profundo.
Pesquisa será replicada no RS
Apesar de pouco expressiva em números, a representação das mulheres na literatura indica uma tendência de crescimento: elas estão sendo mais publicadas por grandes editoras do que antes. Depois de estudar os romances publicados entre 1990 e 2004, a equipe de Regina Dalcastagnè fez o mesmo com romances da época da ditadura, de 1965 a 1979. Das décadas de 1960 e 1970 para as décadas de 1990 e 2000, a proporção de autoras cresceu de 17,4% para 27,3%, uma possível conquista do feminismo que floresceu nesse período. Já a presença de personagens femininos decaiu de 40,7% para 37,8%. No que diz respeito à cor, a proporção de autores brancos cresceu de 93% para 93,9%.
A presença de autores nascidos no Rio Grande do Sul passou de 4,7% para 12,7%, possivelmente devido à proliferação de oficinas literárias. Um dos participantes da equipe de Regina, o professor de literatura Ricardo Barberena, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), realizará uma pesquisa semelhante, com foco nos personagens de romances publicados por editoras gaúchas. Os primeiros números devem ser divulgados neste ano.
— Uma de nossas hipóteses é que houve uma mudança para uma prosa mais urbana. A questão espacial será interessante de se pensar — diz Barberena.
Fonte: Fábio Prikladnicki/Combate ao Racismo Ambiental

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

MOSTRA DE CINEMA NEGRO 2013


O Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento realiza amanhã, 23/02, mais uma edição da série Cinema Negro. Desta vez, o tema abordado é Musicalidade Yorubana e serão apresentados diversos videoclips de artistas consagrados da música yorubá, como Fela Kuti, Lagbajá, Ebenezer Obey, dentre outros, seguidos de bate-papo. 
Esta mostra em particular será realizada como parte do programa do Curso Gratuito de Língua e Cultura Yorubá, sendo também aberta ao  publico. 

A mostra faz parte das ações do Programa Ponto de Leitura.

O que: Mostra de Cinema Negro
Quando: Amanhã, 23/02/2013 às 10:00h
Onde: Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento
Quanto: Gratuito
Informações: (71)8286-6473
O ano de 2012 foi de grandes realizações para a Biblioteca Abdias Nascimento. Nele, a biblioteca tornou-se Ponto de Leitura do Programa Mais Cultura do Governo do Estado, ampliando as suas ações e possibilitando o desenvolvimento de novas iniciativas.

2013 chega cheio de expectativas!
 Na ultima treça-feira,  o Ponto de Leitura Biblioteca Abdias Nascimento recebeu a visita do Assessor de Desenvolvimento Regional Sustentável do Banco do Brasil, Carlos Theiss, a fim de firmar parceria para a implantação do Programa de Inclusão Digital. 

O InfoAfro-Centro, como esta sendo denominado, pretende disponibilizar acesso gratuito à internet para os frequentadores da biblioteca e realizar ações de inclusão digital através de oficinas de informática básica e intermediária, além de disponibilizar acervo digital sobre a Cultura Afro-brasileira a Africana.